Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2008

Campos resistente (por Dom Willianson)

Campos resistente

Os católicos regularmente perguntam, “O que aconteceu com Campos?” Pelo jeito, eles se referem naturalmente à diocese brasileira do Bispo Dom Castro Mayer, herói solitário do episcopado pós-conciliar ao lado do Arcebispo Lefebvre, mantendo a tradição católica até sua morte em 1991, mas que seu segundo sucessor, Bispo Rifan, deu passos para trás sob as autoridades romanas a dez ou alguns anos mais tarde.

A pergunta então é, como vai a boa tradição católica longe de Campos agora sob o controle de Roma? E a resposta é que a guerra de mais de 40 anos entre o catolicismo e o conciliarismo é infundante ao longo das linhas usuais: os leigos que se unem à tradição estão tranqüilos em sua fé; o melhor dos padres agora, ultimamente, às ordens da Roma neo-modernista está sofrendo das lealdades da separação; seu bispo, leal à mesma Roma - ou a sua própria ambição - está manobrando o tempo todo o trabalho do Bispo Castro Mayer para o conciliarismo.

A ambição é a única explicação que…

Um Menino nos foi dado

"Porque nasceu para nós um Menino, um Filho nos foi dado. Foi deposto em uma manjedoura, porque não havia lugar na estalagem ( Is 9,6; Lc 2,7). Gloria a Deus no mais alto dos céus, a paz na terra aos homens por eles amados ( Lc 2, 14)."

São Francisco de Assis.

Orações de São Francisco de Assis (Preghiano con San Francesco) Gebete. Tradução: Floriano Tescarolo. 3ª Ed. 1999

Os Templários

Um “mistério histórico” é contado de diferentes formas, seja por históriadores de matizes ideológicas anticristãs, por apologistas ou por historiadores ditos imparciais, de grande prestigio intelectual. Este “mistério histórico” do qual me refiro é a trajetória e o aparente fim triste de uma Ordem da Cavalaria, o fim que levou os Templários.

Não foram os Cruzados que desejaram morrer com honra, mas do que vencer batalhas temporais? Antes do que blasfemar ou negar sua fé, se fossem feitos prisioneiros pelo o inimigo, preferiam a morte. Se tinha uma coisa que os Templários defendiam com fervorosa avidez, era primeiro a Igreja, depois a honra, e na honra, estava um “código de ética” que eles seguiam até a morte. A honra lhes era muito cara, e sendo cara era demasiada preciosa aos olhos daqueles monges e santos guerreiros.

Reis, príncipes, nobres e artesãos estavam misturados entre estes soldados, para desmentir o que certos historiadores afirmam sobre os cruzados serem recrutados apenas no…

Por essa eu não esperava!

Prezados leitores,

Ontem à noite, tarde da noite, passando de um canal para o outro, esbarrei na Canção Nova. Estava lá o falecido Padre Léo, pregando certamente em um destes acampamentos promovidos pela a tv do profeta moderno, Monsenhor Jonas Abib.

Mas que coisa hein? E eu que não iria mais falar da Canção Nova, desculpem caros leitores, é que ontem ouvi e vi através da desgraçada da tv, da boca de Padre Léo uma heresia, repetida duas vezes por este padre que certos carismáticos julgam santo.

Fiquei horrorizado, como um padre pode cometer tamanha...heresia?! E como os fiéis e sócios contribuintes podem ser tão..otários? Desculpem mais uma vez...

Ahh.. mas ele era um padre da Igreja Católica, ele era um carismático, é Monsenhor Jonas Abib na terra e Padre Léo no céu! Gostaria tanto de ter um video cassete naquela hora para registrar a palestra de Padre Léo, que pena que não tenho nenhuma prova para apresentar aos leitores do blogue. Fica então a minha palavra, como registro.

Na palestra, …

Indicação de blogue

Prezados leitores,

Aí sim, é um blogue anticomunista que indico, se chama Realismo socialista, é muito bom, vale a pena conferir. Estou nestes dias escrevendo pouco, atolado em trabalhos da faculdade.

Estou, por enquanto, só planejando alguns artigos.

Há coisas horrosas sobre o comunismo que temos o direito de saber. Penso em comprar "O livro negro do Comunismo", dizem que é muito bom.

Regina Pacis, ora pro nobis!

Copie e cole no seu blogue!

Prezados Leitores,

O que parecia impossível para alguns tradicionalistas aconteceu. A Canção Nova se tornou uma instituição de direito pontifício, com seus estatutos misteriosos aprovados. Ouvi dizer que a festa foi grande, com direito pontifício bem aproveitado para "honrar" São João de Latrão na Basílica que tem seu nome.

Ainda lembrando o antigo site, tinha decidido não colocar mais nada em relação a Canção Nova, mais o convite do site abibiano foi tentador: "copie e cole no seu blogue". Este convite é para que qualquer blogueiro divulgue os videos do site Canção Nova. Quem quiser se dar o trabalho de fazer isso, ainda há tempo, pois os links ainda estão lá e estarão por muito, muito, muito tempo, agora que a Canção Nova não tem nenhum motivo para tira-los.

Não colocarei os links, pois não farei esse favor para eles, já basta o favor que Roma a fez!

"Copie e cole no seu blogue", quanta generosidade!

Origem do Catecismo

Prezados leitores,

Tomei emprestado de um nobre amigo, o “Catecismo Romano”, também conhecido como o “Catecismo de Trento”, porque foi escrito pelo o Santo Papa Pio V que fechou o Concílio (de Trento), que canonizou ou codificou (por via das dúvidas, usarei os dois termos) a missa com a Bula Quo Primum Tempore, o mesmo papa da inesquecível “Vitória de Lepanto”.

O catecismo de Trento é absurdamente, extremamente e doutrinariamente oposto do catecismo moderno de João Paulo II. Só podia, enquanto o catecismo de João Paulo II intencionava ser escrito à luz do espírito do Concílio Vaticano II, o catecismo de Trento se inspirava à luz da tradição católica de 1500 anos. E inspirava-se divinamente.

É um belíssimo catecismo, de formato grande e grosso, capa dura e letras tamanho médio, a linguagem é claríssima, de raciocínio seguro e católico do Santo Papa. Para indicar outro catecismo, só o catecismo formulado por outro Santo Papa, o catecismo de São Pio X ,que é um pouco mais simples, mas també…

Crise no capitalismo? A solução é comprar livros de Marx.

Da Alemanha, surge uma noticia bem interessante publicada pelo o jornal “O Globo” na net, diz que:

“A atual crise financeira global parece estar aumentando a busca por obras de um dos maios conhecidos e ferozes críticos do capitalismo: o pai do comunismo, Karl Marx.” (O Globo)

Concordo, foi um dos maiores e ferozes críticos do capitalismo, Karl Marx conseguiu fazer isso com papel e caneta (duas matérias primas transformadas, certamente fruto da exploração capitalista, mas ele não teve culpa nisso).

Mas o mais interessante é no quarto parágrafo que diz:

“O correspondente da BBC David Bamford afirma que muitos vêem a atual crise como um fracasso do capitalismo e que a obra de Marx poderia ajudar a entender o que deu errado.” (O Globo)

Sim, se algum alemão está sofrendo no bolso, vai comprar livros de “auto-ajuda” de Marx para entender o que deu errado no capitalismo. Mas o capitalismo não é para ser só entendido, e sim para ser combatido? No entanto, essa crise foi ótima para loja especiali…