Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2010

Darwin, o mágico

Ilustração tirada do sítio Lepanto

Por que o homem é animal?

Animal
(Do latim anima)

Existe variadas explicações da sociologia e antropologia que são evidentemente superficiais. Os estudiosos antropólogos e cientistas de todas as categorias distinguem o homem animal racional do animal animal irracional. Os sociólogos e socialistas caracterizam o homem como animal político ou social. Todavia esses "animais" vivem em sociedade. O que faz ser o homem animal ao mesmo tempo que é ser político-social? Deve haver algo em comum entre os animais racionais e os animais irracionais.

Já vimos que "social" na prática todo animal acaba sendo, mas são ambos (animal e homem) políticos? Óbvio que não, só o segundo de fato o é, mas isso ainda não explica a questão. A semelhança da animalidade entre o homem e animalidade dos animais é, sem dúvida, o que é vísivel e comum. O que eles podem ter de vísivel e comum -e é claro que isso não é regra geral à todos os animais- é a natureza de ambos. O que é categórico e definidamente distinto é a razão qu…

Súmula bíblica contra protestantes

Súmula Bíblica contra Protestantes

Padre Antônio Miranda S. D. N.


ABSOLVIÇÃO

1 ― JESUS PROMETEU CONFERIR O PODER DE PERDOAR PECADOS

MAT. XVI, 19 ― “Dar-te-ei as chaves do reino dos céus: e tudo o que ligares sobre a terra será ligado nos céus e tudo o que desligares sobre a terra será desligado também nos céus”.

Aqui vemos o poder de perdoar, conferido primeiramente ao chefe dos Apóstolos, no singular; depois, Jesus conferirá o mesmo poder a todo o Colégio Apostólico, no plural. Leia-se o texto seguinte:

MAT. XVIII, 18 ― “Em verdade, vos digo: tudo que ligares sobre a terra, será ligado também no céu: e tudo o que desligardes sobre a terra será desligado também no céu”.

2. JESUS CONFERIU ESTE PODER, APÓS A RESSURREIÇÃO

JOÃO, XX, 22-23: ― “Tendo dito estas palavras, soprou sobre eles e lhes disse: Recebei o Espírito Santo. Aqueles a quem vós perdoardes os pecados, ser-lhes-ão perdoados; e a quem os retiverdes, ser-lhes-ão retidos”.

NOTA-SE que, no texto último, Jesus faz questão de, antes de co…

A visibilidade da Igreja, a situação atual e uma opinião sobre uma opinião

Quando achava que estava satisfeito por trazer esse texto grandioso de Marcel Lefebvre - de Venerável memória - e que estava pronto para ser (re)publicado, me aparece um outro texto de um outro blogueiro, que não o conheço pessoalmente, mas que considero um amigo .

O outro blogueiro é o Márcio do Pacientes na Tribulação, neste texto, ele se expressa acerca da situação atual na Igreja, e é incrível que a sua opinião coincida com a minha em todos os pontos ou aspectos, é o que me faz tê-lo em estima pelo seus escritos bem articulados.

O que o Márcio quis dizer, eu concordo integralmente, eu faria apenas alguns acréscimos particulares, ei-los:

1- É realmente perigoso dizer alguma coisa sobre a postura doutrinal do Papa Bento XVI em relação a crise. Qualquer coisa que ponha em dúvida a ortodoxia do Papa é assunto de extrema gravidade que se deve pensar muitas vezes antes de opinar. Algo que o Papa disser de contraditório do que foi ensinado pela Igreja, para nós leigos recomendo a plena cert…

Eucaristia

(...) a Eucaristia custava o preço da agonia no jardim das Oliveiras, das humilhações sofridas diante dos tribunais de Caifás e de Pilatos, da morte no Calvário! A vitima teria de passar por todas essas imolações para chegar até o estado sacramental e até nós.

Instituindo o seu sacramento, Jesus perpetuava os sacrifícios de sua paixão: condenava-se a sofrer:


- Um abandono tão doloroso quanto o que padeceu no jardim das oliveiras;
- A traição de seus amigos, de seus discípulos, tornando-se cismáticos, heréticos, renegados, que venderam a Santa Hóstia aos judeus, aos mágicos;
- Ele perpetuava as negações que o afligiram em casa de Anás;
- Os furores sacrilégios de Caifás;
- Os desprezos de Herodes;
- A covardia de Pilatos;
- A vergonha de se ver preterido por uma paixão, um ídolo de carne, como se vira preterido por Barrabás;
- A crucificação sacramental no corpo e na alma do comungante sacrílego.

Pois bem, Nosso Senhor sabia tudo isso antecipadamente, conhecia todos os novos Judas, contava-os en…

Argumento linguístico intelectualóide ateísta versus Verdade?

Vendo um trecho de um vídeo-palestra de Richard Dawkins - talvez o principal guru dos ateus na contemporaneidade – me veio imediatamente à mente, o artigo que escrevi sobre o ateísmo idiota e conscientemente ignorante. Não é que Dawkins, neste vídeo, tende para esta, digamos, vertente ateísta?

Sei que ateus com características raivosas e cínicas não dão a mínima para o que possa ser a contenda de escrúpulos quando a única arma é esculhambar católicos. Aparentemente há ainda aqueles ateus públicos que demonstram terem uma certa intelectualidade equilibrada, ponderada nas criticas contra os cristãos ou simplesmente parece usar a inteligência em discutir sobre Deus, o que evidentemente não é o caso deste senhor. Mas o cenário geral do argumento do ateu “intelectual e educado” é só aparente mesmo, nada mais do que aparências. Seria uma coisa estúpida achar que tratariam deste assunto com cordialidade, desejando apenas nos convencer de que acreditamos numa ilusão.

Nunca tive a intenção de ri…