terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Et Verbum Caro Factum Est



Et Verbum caro factum est et habitavit in nobis et vidimus gloriam eius gloriam quasi unigeniti a Patre plenum gratiae et veritatis

É com essa belíssíma imagem acrescentada com o evangelho de São João, que fecho as postagens do blogue deste ano, comunicando aos leitores, o recesso que se inicia a partir de agora. Desejo a todos um Santo Natal e, como costuma dizer um amigo meu, uma CRUZ enorme para carregar! Até o ano que vem!




quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Kit pró-gay da Comissão dos direitos humanos ameaça crianças brasileiras

 

A denúncia é do Deputado Jair Bolsonaro. Não morro de amores por ele, mas tenho que reconhecer que está fazendo um brilhante papel na Câmara dos deputados. Ao meu ver, ele é uma das pouquissímas exceções de politícos brasileiros que ainda têm alguma decência.

Ah, quero aqui agradecer o Theophilus pelo o envio da noticia.

Mais um livro-bomba que aborda os erros do Concílio Vaticano II



Depois de O Reno se lança no Timbre, Concílio Vaticano II: um discurso a fazer e Zibaldone,  eis que surge mais um livro-bomba para a "felicidade" dos radmoderns (radicais modernistas) e neoconservadores. O livro, escrito em língua italiana, se chama Concílio Vaticano II: uma história jamais contada.  O autor não só se propõe a mostrar as maracutaias dos modernistas (o que Ralph Wiltgen s.v.d. já fez no seu livro) mas também, de uma maneira mais crítica, procura enfocar sobre a "análise das discussões na Aula conciliar, escolhendo não se deter, ao invés, no trabalho das comissões preparatórias". (Citado do blogue Frates in Unum.)

É interessante notar que Roberto de Mattei reconhece e conclui (justamente como também pensava Romano Amerio) que o nefasto Concílio Vaticano II se trata realmente de uma ruptura com a tradição, e não uma continuação como quer a alta cúpula dos Ecclesia Dei.

Aguardemos sua tradução para a língua portuguesa.