quinta-feira, 15 de março de 2018

Descansar em qual paz? (Ou mais sobre juízos e juízes First Blood Part III...)

Poderei desejar um"descanse em paz" em memória de um falecido cuja fama lhe atribuem por ter defendido princípios ateístas em nome da ciência? E que paz é essa pela qual a comunidade cientifica internacional estaria engajada? Como se pode ter "a paz pós-morte" se simplesmente, segundo os ateus mais fervorosos, a consciência elimina-se junto com o fim da matéria? Poderia dizer: "vai na paz de Deus" a alguém que morreu sem crer objetivamente nesta paz? Não, absolutamente. Não, é a resposta para todas essas perguntas porque a paz da "ciência" não é a mesma paz dos cristãos. Em outras palavras, não é a ciência que dá paz à consciência

E mesmo antes do último suspiro, duvido muito que Hawking tenha "descansado em paz" sem sequer ter cogitado a idéia de seus olhos abrirem em outro lugar. Para um descrente total do céu, purgatório e inferno, não existe Deus, porém existe a imagem de uma tranquilidade eterna, após a transformação de sua mente em pó. Ou para um agnóstico meio confuso de seus conceitos acerca de Deus,* resta-lhe-ria apenas a verdade dura da morte. Em algum momento, antes da morte, Hawking pensou em aparentes verdades. Não se sabe que o ele pensou exatamente, no momento derradeiro, e não pretendo abrir uma investigação e nem dar uma aula magisterial acerca disso, mas, cabe outra pergunta pertinente sobre paz de consciência: Julgar ou não julgar a vida de Stephen Hawking? Eis a questão.  

"Só quem pode julgar é Deus", dirá os ingênuos e repetidores de um chavão muito conhecido. De fato, Deus é quem julga como Supremo Juíz todas as consciências das almas. Todavia, julgar é o próprio ato de pensar. Eu julgo que tenho um bom blog, isto é, penso com convicção. Alguém julga que sou péssimo em gramática, e tenho que admitir que esse ser hipotético tem razão. Se julgo que Hawking foi um mal exemplo acerca das suas afirmações contra a existência de Deus e isso é público, isto é, provado, então não faço mal juízo dele, guardada as devidas proporções. Ainda mesmo que minhas palavras sejam tão violentas quanto o disparar da metralhadora sanguinária de um Rambo

Então desejar um "descanso com paz" a um dito ateu é o mesmo que eu dizer: "descanse com o gasparzinho, meu camarada". Não faz o menor sentido. E para os mimizentos que não entenderam a postagem, podem levantar-se de seus esconderijos, pois eis que já sai fumaça da metralhadora.

* Suponho que este seria o caso de Hawking

Devoção aos Santos Anjos (Parte II) - São Gabriel Arcanjo

Seu nome significa: "Deus é meu protetor". Este Arcanjo é mencionado várias vezes nas Sagradas Escrituras. Foi ele quem anunciou ...